segunda-feira, 22 de junho de 2009

...


Entre um cigarro e outro, um chocolate meio doce meio amargo. Seu gosto insiste em minha língua meio santa, meio suja... Fico parado em meio ao tempo, ócio, tentando encontrar em meio às almofadas e algumas peças de roupa, seus olhos. E entre um sorriso sem jeito e alguns suspiros, nos enrolamos, despreguiçamos como se o mundo existisse em um lugar bem distante, onde nossos olhos e nossas mentes não são capazes, ou talvez sem vontade alguma, de alcançar. Te dou um banho com a língua, entrelaço meus dedos em seus cabelos e logo mais nos vemos brincando como dois filhotes, meio gente, meio felino. E os meus olhos te perseguem, te admirando, por todo quadro de variedades, vinhos, chocolates, aspirinas e cigarros. Logo somos um, logo sou seu novelo, logo sou seu, logo sou eu, aqui, esperando que logo seja minha novamente. Adoro te ver minha. E assim, como animais, gozamos do conforto meio quente dos pêlos, cabelos e assopros. Procuro carinho em seu peito, você me oferece o peito, em seguida dormimos cansados de despreguiçar. Então eu te acordo mais tarde, logo cedo, com cheiro de chocolate, cigarro, vinho, suor, animal... E com os olhos te convido a me amar. E com os olhos você me ama... Em seguida nos separamos, e seu cheiro aqui, esfregado em mim, em minhas mãos, em minha boca, em meu sexo, em minha vida.

3 comentários:

Adriano Queiroz disse...

Tenho um perfil no twitter que divulga post de blogs que abordem o tema LGBT.
Seu texto não trata claramente disto, mas eu gostei muito e divulguei o seu lá.
Caso queira que eu tire, é só avisar.
Se tiver indicações de post e blogs interessantes, pode me mandar e-mail.
Obrigado.

E-mail: lgbt_blogs@gmail.com

twitter.com/LGBT_Blogs

Abraços.

Hosana Vieira disse...

Lindo, intenso, embriagante, apaixonado a sua maneira...totalmente você!!
Adorei...
Beijos

Nina disse...

ai que lindo...