quinta-feira, 9 de abril de 2009

Justine



Ontem fizemos o primeiro ensaio aberto da peça “Justine”, que estamos de forma descomunal, ensaiando a mais de sete meses. Parei ontem por alguns momentos durante o ensaio, e eis que me emociono, como estou agora, com tudo que estava vendo, ouvindo e sentindo. Sem dúvidas este foi pra mim o processo mais difícil e dolorido. E eu só percebi agora. Afinal, assumir nossos defeitos e maldades, não deve ser tão fácil, conviver com vinte e uma pessoas diferentes durante esses meses todos foi bem difícil, principalmente para um solitário como eu... Valeu a pena. Um pedaço de mim está lá, um pedaço de cada um que participou desse processo também está, no chão, nas paredes e no ar daquele teatro, exposto como em uma vitrine de açougue, pra quem quiser ver, de que matéria o homem é feito. E eis que hoje consegui dormir, após meses de insônia...

3 comentários:

Fleur disse...

vi semana passada. vi ontem.
e o crescimento, o enriquecimento dos detalhes das tuas personagens foi realmente incrível.
fico imaginando quanto elas não ganharão até terça que vem! ;)

beijos

David Cejkinski disse...

to ansioso para ver! entendo completamente isso, tive experiencia parecida... saudades meu querido, temos nos faldo pouco acho que vc nao gosta mais de minha humilde pessoa rs...
bjs

Adriano Veríssimo disse...

Por que todo parto dói, mas pergunte a qualquer mãe qual tamanho amor por esse filho!?

Parabéns pela chegada, e muita merda agora no deleite de passar sua mensagem a cada dia.
Te assistirei logo logo querido!

beijo no coração

= )